Médico responde: imunidade está garantida para quem já teve Covid-19?

Coronavirus panic concept. Stressed anxious people wearing face masks inside round bubble surrounded by corona virus. Vector illustration for lockdown, avoidance, epidemic, pandemic concepts.

Por: CNN – São Paulo

Com o número de casos e recuperados pela Covid-19 subindo diariamente no país, muitas pessoas que já tiveram a doença têm dúvidas sobre estar imune ou não ao novo coronavírus. Em entrevista à CNN neste domingo (28), o médico Claudio Lottenberg, presidente do Instituto Coalizão Saúde (ICOS), esclareceu que ainda não há evidências concretas sobre a imunidade de quem já foi diagnosticado com a Covid-19.

“Não temos certeza absoluta de que [quem já teve] não poderá ter outra vez. O mais importante é justamente que estamos mudando o padrão cultural de relaxamento. Não pode relaxar, é uma questão de natureza comportamental”, disse.

Para o especialista, é importante destacar que a redução de danos durante a pandemia é continuar seguindo as recomendações das autoridades médicas (uso de máscara, distanciamento social, uso de álcool em gel) para reduzir a capacidade de transmissão do novo coronavírus.

“De jeito nenhum podemos minimizar ou deixar de ter os cuidados gerais que estamos tendo. Vamos ter que viver um bom tempo até ter vacina ou remédio dentro de uma perspectiva relacional diferente daquele que vivemos até agora”, completou Lottenberg.

Testes em massa

O governo do estado de São Paulo vai lançar uma parceria com o Instituto Coalizão Saúde (ICOS) para certificar empresas que façam testagem em massa da Covid-19. O programa de emissão de certificados será desenvolvido conjuntamente pelo ICOS e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Claudio Lottenberg explicou que a testagem em massa em empresas será fundamental para criar um padrão epidemológico que permita às autoridades governamentais criarem políticas de orientações à população.

“As empresas que desejarem retomarem suas atividades vão ter a oportunidade de participar de um programa de certificação que é patrocinado pelo estado de São Paulo, mas validado pelo ICOS, no qual irão fazer uma triagem para cada um de seus funcionários diariamente com perguntas específicas. Quem for suspeito [de ter Covid], irá fazer o PCR e, os demais, vão fazer testes repetidos em cima da dosagem de anticorpos”, detalhou.

(Edição de Luiz Raatz)

CNN | 28 de junho de 2020

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: