Governo eleva previsão para o INPC e salário mínimo deverá ser de R$ 1.087,85 em 2021

Por: Leonardo Faria Lima – Economista ACMinas

 

O Ministério da Economia aumentou a sua estimativa para inflação de 2020 quantificada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) – de 2,35% para 4,10%.

O INPC é o indicador utilizado pelo governo federal para efetivar a correção do salário mínimo. Com a nova previsão, o valor do mínimo deverá subir para R$ 1.087,84 em 2021. Anteriormente, o governo projetava a quantia de R$ 1.067,00.

A nova correção não irá gerar um ganho real (acima da inflação) para o salário mínimo, isto é, o seu poder de compra permanecerá o mesmo.

A política de valorização real do salário mínimo adotada pelos governos petistas vigorou até 2019. Ela estabelecia que o valor fosse reajustado com base na inflação do ano anterior (INPC), mais o aumento do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes.

Caso o PIB apresentasse uma variação negativa, o salário mínimo seria apenas corrigido pela inflação. Em outras palavras, nem sempre o mínimo subiu mais do que a inflação registrada no ano anterior.

Em 2020, o governo adotou o reajuste realizado apenas pelo INPC do ano anterior, correção mínima garantida pela constituição federal de 1988 (artigo 7º, inciso VI).

Segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário mínimo é a referência para 49 milhões de trabalhadores do país.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.