ACMinas realiza debate sobre os aços do futuro e a eficiência energética 

A Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas) realizou uma reunião para debater a importância dos aços inoxidáveis e elétricos, que são considerados os aços do futuro.  O debate aconteceu nesta quinta-feira, 10 de junho, pela plataforma zoom. 

A reunião foi aberta pelo presidente da ACMinas, José de Anchieta e Virginia Campos, presidente da Sociedade Mineira de Engenheiros (SME). O evento teve a coordenação do Adriano Espeschit, presidente do Conselho Empresarial de Mineração e Siderurgia da ACMinas e da Comissão Técnica de Mineração e da SME. 

Na ocasião o diretor presidente da Aperam South América BioEnergia Frederico Ayres Lima, ministrou palestra onde apresentou a Aperam e sua relação com o tema.  Criada em 2011, como resultado do desmembramento do setor inox da ArcelorMittal, a Aperam surgiu como um player global em aços inoxidáveis, especiais elétricos e ligas de níquel com capacidade para produzir 2,5 milhões de toneladas de aços planos inoxidáveis. São 30 escritórios de vendas em todo o mundo com suporte ao cliente, 19 centros de serviços, incluindo 10 plantas e instalações de transformação, e cerca de 9.800 empregados. Além disso, é líder em nichos de alto valor agregado.  

Ele argumentou ainda que a empresa é organizada em três divisões, sendo elas aços Inoxidáveis e Elétricos; Serviços e Soluções; Ligados e Especiais. Ela conta seis plantas principais, localizadas no Brasil, Bélgica e França, e possui uma rede altamente integrada de distribuição, processamento e serviços, além de uma capacidade única, no caso do Brasil, de produzir inoxidáveis e especiais, carvão vegetal de forma competitiva 

“A Aperam é uma empresa constituída para competir em um ambiente global e desafiador, redefinindo o modo de pensar, trabalhar e se comportar para alcançar um desempenho superior. Seu slogan “feito para toda a vida” é inspirado nas propriedades do aço inoxidável, seu carro-chefe”, explica Frederico. 

Sobre o tema do evento, o presidente da entidade destacou: “A ACMinas está atenta a tudo que seja de interesse do mundo empresarial moderno, por isso, demonstra sua vitalidade, presença e preocupação com todas as temáticas desta área”, explica o José de Anchieta.  Já Virginia Campos salientou que a engenharia faz parte da vida das pessoas, pois o resultado da atuação profissional dos engenheiros está presente desde quando o indivíduo acorda até o momento de dormir. “A engenharia cumpre sua função social diariamente na cidade e no campo, ajudando a construir um País mais justo, desenvolvido e sustentável”, completa.

Em sua explanação, Adriano Espeschit, presidente do Conselho Empresarial de Mineração ressaltou e importância da união das duas entidades. “Juntas as duas casas têm 210 anos prestação de serviços aos mineiros, uma vez que a ACMinas tem 120 anos e a SME tem 90 anos”, completa. 

 

Assista agora

 

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: