FAZER O MESMO DE FORMA DIFERENTE

Adriana Ferreira de Avellar – Diretora da ACMinas e Conselheira do Conselho de Micro e Pequenas Empresas

O artigo de hoje tem como objetivo mostrar como uma pequena distribuidora de botijão de gás marcou o seu diferencial de atendimento e tem vencido neste concorrente mercado. Belo Horizonte, segundo o IBGE (2021) tem hoje 2,5 milhões de habitantes, sendo que tem em média 3 habitantes por domicílio (censo de 2010), donde se conclui que na capital mineira tem aproximadamente 850 mil domicílios. Um outro dado que pode ser interessante para este artigo e o segmento que ele abrange é que a capital nacional dos bares e restaurantes, BH, tem hoje, segundo a Abrasel (2022), 14,5 mil empresas no setor de bares e restaurantes e acrescidos a este número tem as diversas confeitarias, que muitas vezes funcionam na própria residência do empreendedor e que é também consumidor de botijão de gás. Como eu prezo muito as estatísticas e acho que a ciência exata tem que amparar sempre os “arroubos” das ciências sociais, então continuo com o meu “passeio” pelos números. Belo Horizonte tem hoje, um número estimado de 3.000 revendedores de botijão de gás e aproximadamente 7.000 empregados neste setor, lembrando que trata-se de empresas familiares, e muitas vezes sem empregados (dados estimados do Sindicato do Comércio Varejista Transportador e Revendedor de GLP do Estado de Minas Gerais).

O botijão de gás é sem dúvida um produto essencial para os serviços domésticos. Foi criado em 1910 e só em 1912 foi realizada a primeira instalação para o uso da gás de cozinha em uma residência, na Pensilvânia, Estados Unidos. O botijão de gás veio como uma modernidade para facilitar a vida das pessoas, principalmente na cozinha, pois no Brasil, a maioria dos fogões são a gás e não elétricos como em muitos países dos Estados Unidos, Canadá e Europa. Gosto de brincar que o gás é essencial, mas tem sempre a infelicidade de acabar quando o bolo está assando e a sua sogra está prestes a chegar para lanchar em sua casa.

E foi isto que me aconteceu: o bolo estava no forno e o gás acabou. Desta vez foi à tardinha, por volta das 6 horas, quase anoitecendo e não podia esperar o dia seguinte para pedir um gás, tinha que ser naquela hora. Simples né? Nem tanto, pois é um grande desafio pedir uma entrega de gás à noite em Belo Horizonte. Liguei para alguns fornecedores e todos eles já estavam fechados (depois fiquei sabendo que fecham às 17 horas!!!!). Aplicativos, tentei vários, e a entrega era sempre para o dia útil seguinte. Teve um aplicativo que me atendeu em São Paulo para entrega em BH?!?!?! Já estava prestes a desistir, até que no Google (bendito Google, sempre nos salvando nas horas aflitivas) apareceu um telefone que liguei e atendeu. Um lampejo de esperança tomou conta do meu ser e bingo! este revendedor entregava até as 22 horas. Conversei com o atendente, que era o proprietário do local, muito simpático e dono de uma boa proza, e além disto, entregou em pouco tempo o botijão em minha casa. Pode ter certeza André,  a preferência sempre será para o seu negócio.

Isto que estou tentando explicar é ter um diferencial competitivo. Quer dizer que seu negócio é único de alguma forma que pode ser no atendimento diferenciado ao consumidor, no produto que oferece, nas estratégias de relacionamento ou na capacidade de entrega do seu produto. Todas estas características podem demonstrar que as estratégias que você oferece e os seus produtos são preferidos aos de seu concorrente e com algo único que permite a fidelização do consumidor. A vantagem competitiva precisa ser sustentável e mantida ao longo do tempo, pois se não o fizer, esta vantagem se torna temporária. Se todas as empresas do mesmo ramo entregam o mesmo produto, com a mesma qualidade pelo mesmo preço, então qualquer fornecedor deste produto serve, não há motivos para preferir um ao outro. Então é preciso que o negócio tenha um diferencial de seus concorrentes, para que seja o preferido dos clientes e consumidores.

Cheguei até aqui contando toda esta história e você sabe o que quero te dizer, meu caro leitor e empreendedor? Que você pode ser diferente de seus concorrentes e ganhar fatias deste mercado de consumidores insatisfeitos. Seja qual for o seu produto e sua clientela. Faça diferente para agradar, para ganhar mercado, aumentar seu faturamento e claro, seu lucro. E aí, o que você pode fazer de diferente para seu negócio crescer? Ofereça ao mercado algo a mais, se diferencie positivamente de seus concorrentes, coloque seu negócio em posição de destaque, seja o preferido de seus clientes, faça um bom atendimento e seja um vencedor, sempre!

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: