Planejar estratégias de gestão de risco é primordial

A gestão de riscos é um aspecto fundamental para o pleno funcionamento de uma corporação, pois ela permite traçar ações de controle e soluções de crises internas causadas por terceiros. Esse foi o principal assunto discutido durante a reunião do Conselho Empresarial de Seguros, na última quarta-feira (18).

Sérgio Frade, Presidente do Conselho de Seguros da ACMinas, ressaltou, durante o encontro, que “O seguro visa minimizar as perdas e outros impactos negativos que uma empresa pode, eventualmente, ter em um acontecimento negativo”. Os convidados da reunião apresentaram casos de gerenciamento de crises reais em suas empresas, e também, alguns caminhos possíveis para enfrentar tais situações.

O gerente de seguros da Pif Paf alimentos, Mário Cézar Coelho forneceu dados importantes sobre os problemas relacionados ao transporte de produtos da empresa. Segundo ele, o estado do Rio de Janeiro é onde se concentra quase todo o problema da empresa com relação à perda de carga, seja por roubo, furto e até mesmo sequestro dos caminhões, “De cinquenta viagens diárias realizadas no Rio de Janeiro, em média três caminhões são alvo de criminosos”, apresentou. Ele ainda expos algumas estratégias utilizadas pelo setor de inteligência da empresa para contornar a situação e reduzir os impactos.

O encontro ainda contou com a presença do chefe do Departamento de Crimes contra o Patrimônio, Márcio Simões Nabak, que explicou o funcionamento e as articulações da Polícia Civil no combate aos crimes de extorsão, roubo, furto, e receptação de mercadorias. O trabalho de monitoramento e compartilhamento das informações é realizado conjuntamente com outras Delegacias do estado e com o Sindicato das Empresas de Transportes de Minas Gerais. Ao falar sobre as resoluções dos crimes, Márcio Simões explica que os de receptação são os mais complicados para resolver, uma vez que a mercadoria extraviada é facilmente reinserida no mercado, e a pena para esse tipo de crime não confere ao infrator uma prisão extensa.

Ao final da reunião, Sérgio Frade afirma que os empresários precisam se mobilizar mais. “Precisamos ser protagonistas nessa história. Precisamos ter uma gestão mais ativa e não esperar somente que o Estado faça a sua parte” afirma ele.

Confira as fotos.

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: