Reunião Conjunta dos Conselhos Empresariais de Cultura e de Turismo da ACMinas 03-05 – Ata

PARTICIPARAM: o Coordenador dos Conselhos Empresariais e Vice-Presidente da ACMinas, Marcos Brafman; o Presidente do Conselho Empresarial de Cultura, Jorge Carlos Borges de Souza; a Presidente do Conselho Empresarial de Turismo, Maria Elvira de Sales Ferreira; o Vice-Presidente do Conselho, Mauro Werkema; e os conselheiros e convidados: Antônio Carlos Cabral, Deise Quintão, José Oswaldo Lasmar, Lourenço Veloso, Nacib Hetti e Victor de Almeida.

 

 

Abertura: o Coordenador dos Conselhos Empresariais, Vice-Presidente da ACMinas, Marcos Brafman abriu a reunião justificando a ausência do Presidente José Anchieta por estar em viajem ao exterior. E saudou a todos em nome do Vice-Presidente em exercício, Ruy Barbosa de Araújo Filho que também não pode comparecer. Agradeceu a disposição e generosidade da Presidente do Conselho Empresarial de Turismo, Maria Elvira de Sales Ferreira em assumir a presidência do Conselho. “Será muito bom contar com a sua inteligência, experiência e essa energia positiva que é marcante em tudo que você faz”. Agradeceu também ao Presidente do Conselho Empresarial de Cultura, Jorge Carlos Borges de Souza pelo trabalho que vem realizando à frente deste conselho. Parabenizou os dois presidentes de conselho, aplaudindo a iniciativa de realizarem esta reunião conjunta, promovendo a importante integração dos conselhos. Cumprimentou o Presidente do Conselho Empresarial de Educação, Antônio Carlos Cabral, presente à reunião, e ao Mauro Werkema, novo Vice-Presidente do Conselho Empresarial de Turismo, a todos presentes. E aos colaboradores da casa. Como diz o Presidente José Anchieta, disse ele, esta palavra não lhe pertence. E passou a palavra a Presidente do Conselho de Turismo, Maria Elvira agradecendo o trabalho voluntário que os 18 conselhos empresariais prestam a esta casa.

 

Presidente do Conselho Empresarial de Turismo, Maria Elvira de Sales Ferreira: Durante reunião conjunta dos conselhos de Turismo e Cultura, a presidente do Conselho Empresarial de Turismo, Maria Elvira Salles Ferreira, falou sobre a importante sinergia entre turismo e cultura, cujo trabalho em conjunto é inteligente e soma forças. Soma bagagens, soma visões. O que nos diferencia, disse ela, é a nossa mineiridade. Parabenizou ao Presidente José Anchieta pela sua gestão diferenciada. Citando o saudoso presidente do Conselho de Turismo, Octávio Elísio Alves de Brito, Maria Elvira informou que será prestada uma homenagem para ele pela casa.

 

Em seguida, Maria Elvira apresentou o Vice-Presidente do Conselho, Mauro Werkema. Em concordância com a Presidente do Conselho, Maria Elvira, o vice-presidente Mauro Werkema, falou da necessidade de aprofundamento do debate sobre marketing de eventos, economia criativa de grande relevância em Belo Horizonte. E também da transformação digital estruturante, visto que os sites de vendas de passagens, milhas e acomodações mudaram drasticamente o setor hoteleiro, assim como a inteligência artificial têm mudado a experiência em museus e espetáculos, dentre outros.

O presidente do Conselho Empresarial de Cultura, Jorge Carlos Borges de Souza, ressaltou a importância de planejar pautas conjuntas sobre as tecnologias disruptivas, que estão mudando a Cultura e o Turismo, e sugeriu convidar especialistas para apresentarem os temas. E informou que já está prevista a segunda reunião conjunta dos conselhos de Turismo e de Cultura com a seguinte pauta: Inovações tecnológicas no Turismo e na Cultura. Transformações e evoluções. Objetivos: Conhecer, avaliar e participar das mudanças em curso na organização, realização, gestão, produção, difusão e sustentabilidade do Turismo e da Cultura a partir da evolução das tecnologias de informação e comunicação, as inovações em curso, os novos conceitos de cidades e destinos inteligentes. A extraordinária evolução das tecnologias da Informática/Internet esta acarretando grandes transformações no Turismo e na Cultura, por arte dos prestadores de serviços e da sociedade em geral, quanto às aspirações e demandas dos consumidores de produtos turísticos e culturais mas, e principalmente, pelas adaptações inovadoras das organizações que atuam nos dois setores, cada vez mais interdependentes. O que propomos, disse ele, é ouvir os especialistas nestes novos paradigmas e os conceitos de cidades e destinos inteligentes, as rupturas já em curso, o avanço das tecnologias eletrônicas, a retomada das atividades em novos métodos e a chegada do 5G, que acelerará ainda mais as transformações. Como a evolução da inteligência artificial (AI), da inteligência das coisas (IOT) e da realidade expandida (XR) está transformando produtos e serviços dos setores de Cultura e Turismo.

Maria Elisa Ordones, membro do Conselho de Turismo, fez um retrospecto sobre a situação de Furnas, causa abraçada pela entidade, que agora comemora o retorno do abastecimento de água a 34 municípios do Estado. Dentre os próximos passos, está envolver ainda mais a comunidade nas cidades diretamente envolvidas e a elaboração de um plano de recuperação dos lagos. Para a Presidente do Conselho de Turismo, Maria Elvira, é de suma importância este acompanhamento aos pleitos feitos pelo Grupo de Trabalho criado, e dar continuidade as ações que estão sendo implementadas, como o Dossiê de tombamento, e o pedido de criação de um Plano de Desenvolvimento para o Lago de Furnas e Peixoto.

A presidente Maria Elvira falou sobre a experiência vivida pela Associação das Caminhantes da Estrada Real (hoje Amigas da ER) que nos seus 17 anos de caminhos percorridos, idealizaram em Minas a campanha “Árvore é Vida”, e assim conseguiram plantar quase 300 mil árvores, com o apoio da Emater (durante o governo Anastasia), do IEF e com o diversificado apoio de empresas como o Grupo Tora, a Associação Mineira de Municípios, a Prefeitura de Nova Lima e muitos outros apoiadores.

Os membros também trouxeram pautas como movimento “Gentileza”, programa “Adote um verde” da Prefeitura de BH e o movimento “Conspiração Mineira pelo plantio de árvores”.

Ex-presidente Roberto Luciano Fortes Fagundes, parabenizou o novo presidente do Conselho Empresarial de Educação, Antônio Carlos Cabral.  E lembrou do centenário da ACMinas quando foram plantadas 100 arvores na Praça de Israel, que foram plantadas pela Diretoria da ACMinas e pelo Corpo Consular. Além disso, a casa conseguiu distribuir mudas de plantas em saquinhos através do Jornal Estado de Minas, no dia da comemoração do centenário da ACMinas, e que foram doadas pelo Departamento de Zoologia da Prefeitura de BH. Também foram jogadas sementes com a ajuda de um helicóptero na Serra. O Diretor Emérito, Nacib Hetti lembrou que saiu na Edição recente do Jornal ACMinas, fotos dessa ação da entidade.

 

Devido ao adiantar das horas, o Coordenador dos Conselhos Empresariais, Marcos Brafman agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a reunião.

 

Pela Secretária do Conselho, Juliane Vidigal Maciel Viana

 

http://https://youtu.be/K1YKBXpNT40

 

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: