Reunião do Conselho debate importância da Estrada Real

A criação da linha ferroviária que ligará o museu das Artes e Ofícios ao museu Inhotim, em Brumadinho, a restauração da Estrada Real, os Circuitos Culturais e Gastronômicos foram alguns dos assuntos debatidos na reunião do Conselho Empresarial de Turismo, nesta última quarta-feira (28), ocorrida na ACMinas.

O deputado João Leite (PSDB), em breve passagem pela reunião, apresentou as propostas e estratégias do Governo para o desenvolvimento do setor turístico no estado, que visam integrar o turismo aos setores minerário, agronegócio, comércio e serviços. Dentre os projetos apresentados, o deputado falou sobre o plano estratégico ferroviário e suas etapas. Segundo João Leite, o estado de Minas Gerais tem, aproximadamente, 700 kms de linhas ferroviárias abandonadas. 

Ao debater sobre a situação da Estrada Real, o Presidente do Conselho, Octávio Elísio proferiu a seguinte frase: “Viemos da mineração. Nosso futuro é o turismo”, evidenciando a necessidade de fazer mais investimentos no setor turístico de Minas Gerais, principalmente no que tange a resgatar o prestígio do mais importante caminho turístico do estado, que é uma grande potência econômica para o estado.

Confira as fotos.

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: