SUCESSO GARANTIDO EM ÉPOCA DE PANDEMIA

Adriana Avellar
Diretora da ACMinas
Membro do Conselho das Micro e Pequenas Empresas da ACMinas

Gostaria de iniciar este artigo apontando a linha de tempo da pandemia. As primeiras notícias chegaram da China, da cidade de Wuhan pela OMS em 31 de dezembro de 2019. E logo se espalhou por todo o mundo. No Brasil, os casos começaram no final de fevereiro com a notícia de um caso trazido da Itália para São Paulo. Em 20 de março de 2020, há exatos dois anos atrás, todo o comércio e indústrias de Belo Horizonte foram fechados para que a Prefeitura e o Estado pudessem se preparar para atender os doentes e diminuir, no primeiro momento, o contato entre as pessoas.

 

Só que este fechamento, o lockdown, que era para durar algumas semanas, perdurou por mais tempo que o esperado e afetou as empresas diretamente, e consequentemente os empresários e seus funcionários. Estima-se, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) que cerca de 716 mil empresas fecharam as portas nos primeiros quatro meses de pandemia por motivos diversos, dentre eles, a falta de cliente. No Brasil existem hoje 6,4 milhões de estabelecimentos, sendo 99% deles composto por micro e pequenas empresas.

 

Feito esta breve retrospecção histórica, gostaria de trazer algumas observações que fiz durante a pandemia. Próximo de minha casa tem uma confeitaria de bolos e diversas outras gostosuras e que na Páscoa vende os ovos mais criativos e deliciosos que possam existir. Na Páscoa de 2020, no início do lockdown,  houve um movimento normal, nada que chamasse a atenção em relação ao incremento de vendas. É fato que como estava observando de fora, não podia verificar nada, já que o estabelecimento estava fechado para os clientes e as vendas eram em sua grande maioria feita por entregadores. A Páscoa e o Dia das Mães transcorreram normalmente naquele início de pandemia, mas o Natal de 2020 surpreendeu toda a vizinhança. O trânsito parou em toda a redondeza da confeitaria e era uma fila imensa de carros para buscar as guloseimas do Natal. A entrega foi feita em esquema de drive thru, e ninguém precisava descer do carro. Este movimento intenso de carros na redondeza durou pelo menos 4 horas e confesso que fiquei emocionada ao ver que esta empresa tinha superado a pandemia e aproveitara a crise para crescer e se mostrar ao mercado. Este reconhecimento do mercado se repetiu na Páscoa e no Natal de 2021.

 

E aí eu me pergunto: qual o ingrediente que eles usaram nesta empresa para fazer tanto sucesso e vender tanto, já que diversas empresas não conseguiram sobreviver? Quero apostar, que pelo perfil desta confeitaria no Instagran, a resposta é aliar tecnologia, criatividade, bom atendimento e claro, produto objeto de desejo de tantos clientes.

 

Vou explicar neste artigo uma parte desta fórmula do sucesso: a criatividade aliada à tecnologia através do marketing digital. E qual a relação entre tecnologia e confeitaria de gostosuras? Tudo a ver! Eles investiram na divulgação de seus produtos e de sua marca através das redes sociais, fazendo um engajamento direto com sua clientela e aumentando o número de seguidores. A rede social é uma ótima ferramenta para o empreendedor entender o seu público e identificar as percepções sobre seus produtos e serviços e assim, ficar mais próximo de seu cliente, criando laços e incentivando a fidelização.

 

Marketing digital é o marketing feito on line pelas empresas, uma estratégia de comunicação com o objetivo de atrair novos negócios, criar relacionamentos e desenvolver uma identidade de marca. Com as portas fechadas durante a pandemia, o marketing digital passou a ser a estratégia utilizada por muitas empresas para criar um canal direto com seus clientes e uma forma de manter a vitrine de seu negócio aberta 24 horas por dia. A confeitaria citada neste artigo, mostrava através das redes sociais, principalmente o Instagram, produtos que eram produzidos em tempo real e criava assim o desejo de consumo. Além disto, a entrega através de motoboys facilitava (e incrementava) a venda e assim, o produto chegava na casa do cliente em pouco tempo.

 

Dentre as principais estratégias de marketing digital estão o SEO, Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo e vou tentar definir estes termos.  SEO é a sigla de Search Engine Optimization (otimização de mecanismos de busca) que é a técnica que permite a empresa alcançar bom posicionamento de páginas de um site no Google e em outros buscadores, gerando tráfego orgânico. Isto quer dizer que em uma busca por produto ou serviço, a sua empresa será identificada no topo da lista. O Inbound Marketing é o conjunto de estratégias de marketing que visam atrair e converter clientes usando conteúdo relevante. Esta ferramenta permite a interação com o público e a personalização de conteúdos, o que torna as vendas mais assertivas. Para conseguir esses resultados é necessário fazer o Marketing de Conteúdo.

 

Marketing de Conteúdo é uma estratégia de marketing focada na criação e distribuição de conteúdo relevante sem promover explicitamente a marca. Gerar conteúdo faz com que as empresas se aproximem do cliente de uma forma bastante interessante. Há mais conexão, proximidade e, com isso, mais credibilidade. Um exemplo deste tipo de estratégia é utilizar-se de influencers para divulgar seu produto.

 

Não sei se a Confeitaria de gostosuras utilizou-se de todas estas ferramentas estratégicas como conhecedoras destas fórmulas ou se foi algo instintivo, mas a verdade é que aumentou a clientela durante a pandemia, o número de seguidores no Instagram mais do que dobrou, foram contratados novos funcionários, não parou de produzir durante a pandemia e além de vender em Belo Horizonte, a venda efetuada através da mídia social alcançou todo o território nacional. A clientela aumentou, assim como a produção, que ainda continua à todo vapor e a vizinhança continua com aquele cheirinho de bolo no ar que pede também um cafezinho mineiro, passado na hora. É um aroma inebriante… E em alguns dias teremos Páscoa novamente e a produção continua de vento em popa! Feliz Páscoa a todos!

Compartilhe

Receba novidades por email

Assine nosso informativo

Não enviamos Span, apenas as última novidades.

Mais Lidos

Veja mais: