Como a redução de custos com benefícios pode ser estratégica para a gestão empresarial?

Gestão empresarial

Em meio à competitividade do mercado, torna-se cada vez mais difícil ter uma boa gestão empresarial sem comprometer a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos. 

Desse modo, é necessário criar estratégias inteligentes e assertivas, como reduzir os custos, evitar desperdícios, negociar condições favoráveis e engajar todo o time para alcançar melhores resultados.

O empreendedorismo cresceu muito entre os trabalhadores brasileiros nos últimos anos. Segundo o Sebrae/MA, em matéria publicada no G1, o Brasil fechou o ano de 2020 com o maior número de empreendedores de sua história. De acordo com os dados divulgados, foram 1,49 milhão de novas formalizações entre março e dezembro (período de agravamento da pandemia da COVID-19).

As pessoas viram a necessidade de conquistar uma nova fonte de renda e ter o próprio negócio. Com isso, adotar boas práticas para facilitar a gestão empresarial se tornou ainda mais importante. 

Nós sabemos que reduzir custos é um desafio enfrentado por toda empresa – em qualquer época. Mas, na prática, isso traz benefícios diretos e indiretos

Para encontrar a melhor solução para o seu negócio, siga a leitura e veja como a redução de custos pode ser estratégica para a gestão empresarial. Vamos lá? 

O que é gestão empresarial? 

Gestão empresarial é um conjunto de estratégias focadas no crescimento da empresa e na conquista de melhores processos e resultados. Assim, os profissionais da área são responsáveis por realizar todas as ações – desde administração, fluxo de caixa e processo criativo até o planejamento estratégico. 

Se o seu negócio não possui uma gestão eficiente, provavelmente você não conseguirá ter controle de tudo o que acontece – o que pode gerar grandes problemas em longo prazo. E não é isso o que você deseja, certo?

A gestão empresarial é um conceito amplo, que precisa ser implantado em qualquer tipo de negócio. Afinal de contas, toda empresa depende do bom funcionamento dos setores para alcançar resultados cada vez melhores. 

De acordo com o Global Entrepreneurship Monitor – GEM, o empreendedorismo representa 30% do PIB no Brasil. O brasileiro possui a ambição de empreender e, com isso, tornar-se o próprio chefe.

Mas ser o dono do negócio não significa ser um gestor de empresa. Afinal, os processos de gestão necessitam de conhecimento específico e muito estudo

É imprescindível que você domine os conceitos de gestão empresarial e saiba decidir as melhores estratégias para a expansão dos negócios. Assim, você evitará ficar atrás da concorrência e sofrer as instabilidades do mercado.

Qual a importância da gestão empresarial?

Cada estratégia implementada na sua gestão empresarial faz diferença para o seu negócio. Por exemplo, uma boa gestão de custos melhora a saúde financeira. Quando não há esse controle, os recursos podem acabar sendo usados de modo ineficiente – comprometendo o retorno financeiro.

É importante ter controle sobre todas as atividades realizadas na sua empresa, como as ações de marketing, a compra de insumos, o salário dos colaboradores entre outros. 

A falta de gerenciamento empresarial prejudica bastante o seu crescimento, gerando aumento de custos, desperdício de tempo, profissionais desmotivados e trabalhos inacabados. 

Por isso, a gestão empresarial é um dos fatores responsáveis pelo sucesso de um empreendedor. Não adianta ter um produto/serviço de qualidade e não tomar boas decisões para fortalecer o negócio.

Com uma gestão adequada, você consegue minimizar riscos, ampliar a visão empresarial e potencializar resultados. 

Quais os benefícios da redução de custos?

Quando você determina o preço dos produtos ou serviços que oferece, o objetivo é cobrir os custos das operações e, ainda, deixar um lucro para a empresa, certo? 

Agora, se o seu negócio tem custos muito altos, o preço final pode ser maior – ou acima do praticado pela concorrência. Com isso, sua empresa fica atrás na competitividade do mercado. 

Com a redução de custos, você pode oferecer promoções e investir na qualidade, conquistando a preferência dos clientes. No estudo Causa Mortis das Empresas, feito pelo Sebrae/SP, não conhecer a fundo a dinâmica dos custos pode levar um negócio a fechar precocemente. 

Além disso, custos altos indicam problemas internos, como: falta de processos otimizados, desperdício de materiais, contratos de serviços acima da média de mercado, despesas fixas muito altas, alto custo com planos de saúde e outros. Sendo assim, você precisa descobrir as falhas e correr atrás das soluções

Alguns dos principais benefícios proporcionados pela aplicação de boas estratégias de redução de custos são:

Aumento da lucratividade

Na gestão empresarial, uma ação tem influência sobre as outras. Por isso, quando você reduz os custos, os lucros costumam acompanhar esse movimento. 

Com menos gastos, é provável que você não precise ampliar as vendas para alcançar um resultado, aumentando também a produtividade e a competitividade do seu negócio

Competitividade no mercado

Se os seus custos estão altos, a tendência é que a produção seja menor. Com isso, sua competitividade no mercado fica abaixo do ideal. 

A redução de custos ajudará você a se manter ativo e no mesmo nível de mercado. Além disso, você conseguirá criar promoções, aumentar as divulgações e investir em estratégias de marketing

Mais qualidade para produtos e serviços 

Uma boa gestão traz, como consequência, mais qualidade para os seus produtos e/ou serviços. Quando você aplica a estratégia de redução de custos, pode investir mais no item de maior sucesso ou no que possui o melhor custo-benefício, por exemplo. 

Isso aumenta a saída e o valor agregado dos seus produtos e ainda pode aumentar o nível de satisfação dos seus clientes.

Como estabelecer estratégias de redução de custos? 

Outra pesquisa do Sebrae também aponta que a taxa de falência das empresas nos dois primeiros anos de vida é de cerca de 29% no país. Quando visto de forma recortada, em alguns estados, o resultado chega a quase 50%.

Nós sabemos que começar a empreender é um grande desafio e que os gastos desnecessários podem estar em vários lugares. São muitos os aspectos críticos que envolvem um negócio, como lucratividade, saúde financeira, grau de investimento entre outros.

Para ajudar, listamos algumas maneiras de estabelecer estratégias de redução de custos. Confira!

Mapeie processos internos 

O primeiro passo é fazer um mapeamento de toda a empresa. Assim, você vai encontrar os gargalos de produção e identificar as despesas desnecessárias. Por exemplo, a empresa paga dois softwares semelhantes, mas só um é realmente utilizado. 

É preciso definir claramente as despesas e a origem delas antes de tomar outras medidas. Ou seja, você vai analisar e anotar tudo o que gera gasto na sua empresa. Dessa forma, será possível saber quais são as melhorias necessárias e o que pode ser cortado sem interferir na qualidade

Com o mapeamento de processos é possível analisar os números e investigar como conseguir mais com menos, economizando tempo e ganhando eficiência – além de contribuir para os resultados de redução de custos em longo prazo e de maior impacto nos negócios.

Faça um planejamento financeiro 

Um planejamento para definir a redução de custos é fundamental. Assim é possível estipular objetivos e metas e traçar as estratégias de forma mais assertiva.

Coloque no seu planejamento como está o fluxo de caixa atualmente e quais as projeções para os próximos meses, prevendo receitas e despesas. Você pode seguir as seguintes etapas: 

  • revisão do plano estratégico da empresa; 
  • desenvolvimento de projeções financeiras;
  • organização de financiamentos; 
  • criação de um plano de contingências.

E lembre-se de manter um monitoramento frequente das suas finanças, avaliando o progresso para resolver os imprevistos rapidamente.

Negocie com os seus fornecedores 

Dentro do seu planejamento, você vai precisar equilibrar os orçamentos, e isso inclui negociar com seus fornecedores para reduzir alguns custos. 

Isso não significa, necessariamente, pagar mais barato, mas vocês podem firmar alguma parceria, fazer trocas de serviços, melhorar as condições de pagamento, negociar taxas de juros ou até alterar prazos de entrega. 

Dispor de fornecedores confiáveis é uma excelente vantagem competitiva. Então, invista em relacionamentos duradouros. Mas lembre-se de que as negociações precisam ter uma relação de ganho em mão dupla, assim você garante uma parceria sólida e vantajosa para os dois lados.

Terceirize tarefas 

Terceirizar tarefas é uma estratégia eficiente para a redução de custos. O ideal é que você utilize esse recurso para as atividades que não são estratégicas dentro da sua empresa. Com isso, é possível focar no seu core business – atividade principal da empresa, que representa o que ela sabe fazer de melhor. 

Com tarefas terceirizadas, você consegue prever melhor os custos mensais, já que os contratos são feitos com um valor fechado. Só não se esqueça de averiguar se a outra empresa está devidamente capacitada para a execução do serviço terceirizado. 

Faça parcerias para reduzir custos com os serviços de plano de saúde

O plano de saúde representa um dos maiores investimentos financeiros em pessoas para o setor de Recursos Humanos. Porém, é um benefício essencial para manter a qualidade de vida e a produtividade no trabalho. Com a pandemia da Covid-19, o cuidado com a saúde dos colaboradores ficou ainda mais evidente.

O ideal para sua estratégia é investir em uma parceria com pacote de benefícios. Assim você garante o equilíbrio da sinistralidade e consegue manter a continuidade da qualidade do benefício sem sofrer altos impactos financeiros

Aproveite a nossa parceria, repleta de benefícios, com a Unimed-BH e adquira os planos Unifácil e Unipart Flex em condições exclusivas, que só os associados ACMinas possuem.

Quer entender como funciona? Entre em contato conosco e garanta a tranquilidade dos seus colaboradores. 

Elegíveis:

Empresas associadas à ACMinas, com CNPJ ativo junto à Receita Federal (com no mínimo 180 dias). 

Condições comerciais (válido para adesões realizadas até 31/10/2021):

a) Liberação de carências dos Grupos “A e B” (consultas, exames básicos, cirurgias ambulatoriais, exames especiais e fisioterapias) para todas as empresas (CNPJ) que aderirem ao plano, mediante assinatura do Termo de Adesão.

b)  Liberação de carências dos grupos “A e B” para todo beneficiário incluído nos contratos do grupo ACMinas no período (movimentações de inclusão realizadas no Espaço Empresa – MEE).

c)  Aproveitamento de 100% das carências (exceto parto e DLP) para beneficiários advindos de outra operadora, proporcional ao prazo já cumprido na sua operadora de origem (desde que apresente a declaração de carência, conforme regras data da carta, inclusão no contrato e exclusão do plano anterior. Válido para contratos regulamentados pela lei 9656/98).

d)  Opcional odontológico: liberação da exigência do cumprimento de carências.

Associado ACMinas, aproveite e mude para a Unimed-BH! Investir na saúde dos seus empregados também é uma boa forma de cuidar do seu negócio. 

Conclusão

As estratégias de gestão empresarial são fundamentais para direcionar o trabalho, facilitar tarefas e dinamizar o fluxo de operações. Além disso, a redução de custos evita despesas excessivas e o aumento das dívidas – contribuindo para o crescimento da sua empresa. Quer saber mais sobre nossos produtos e serviços ou como se tornar um associado? Navegue pelo nosso site e conheça todas as vantagens.

Até a próxima.

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.