Importância e tendências da Gestão de Pessoas


A gestão de pessoas já foi um setor desvalorizado dentro das empresas. Em um a época em que se priorizava uma hierarquia mais rígida. A prática representa o inicio do processo de gestão e deve acompanhar passo-a-passo a jornada do seu colaborador em sua empresa.
Com a gestão de pessoas se avalia e desenvolve as habilidades de cada colaborador para que se torne mais qualificado para desempenhar com maior qualidade suas atribuições, a fim de trazer maior produtividade para a empresa. Além de que, com ela se posiciona cada colaborador para desempenhar as suas funções de acordo com as suas habilidades.
A prática foca no que é mais importante dento do seu empreendimento, o capital humano. Ao analisar o dia a dia da sua equipe por um viés estratégico as chances de se alcançar melhores resultados de um melhor aproveitamento são inegáveis.
O profissional desta área é quem vai te auxiliar no processo da gestão de sua equipe, sendo assim, a peça chave para uma organização bem sucedida. Uma equipe de recursos humanos bem posicionada trabalha para a melhoria continua do seu cliente interno, o colaborador. Traçando as estratégias para obtenção dos resultados esperados pela organização.

  • A área de gestão de pessoas

A gestão de pessoas vem de um longo processo de modificação e amadurecimento. Com o objetivo de aperfeiçoar os métodos que regulamentavam as relações trabalhistas. Estruturada no departamento de pessoal, onde o mesmo passou a ser um regulador e implementador de normas garantindo assim o bom funcionamento das organizações.
Os colaboradores eram vistos como máquinas e como tal deveriam ser padronizadas. Com uma estrutura funcional e mais flexível buscando uma interação maior entre os setores, a fim de alcançar maior produtividade, passa a ler os colaboradores através de suas subjetividades e habilidades potenciais que os diferenciam.

  • Busca pela motivação dos colaboradores

Um funcionário bem desenvolvido se torna um aliado para a construção da organização. Para Uma empresa bem sucedida deve-se pensar em toda sua estrutura organizacional. As palavras de ordem passaram a ser produtividade, qualidade e competitividade.
As empresas são construídas por pessoas, mas nem sempre essas são devidamente motivadas e engajadas na organização. Lembre-se é mais barato administrar inteligência do que tocar a empresa exclusivamente com a força do capital financeiro. A gestão de pessoas é fundamental para a gestão e otimização dos seus recursos.
A gestão de pessoas deve ter tempo, foco em estratégia ao longo prazo e operacional em curto prazo tudo isso simultaneamente, englobando administração de processos e de pessoas tradicionais. Buscando alcançar o sucesso de forma sustentável, com um ambiente inspirador e inovador.
A organização só vai crescer quando todos os setores estiverem alinhados. E para isso é de fundamental importância que os colaboradores estejam engajados nesse processo. Qualidade de vida no trabalho não é um custo, é um investimento alinhado aos objetivos da empresa. Faz com que eles se sintam motivados a atingir as metas da empresa. Investindo em um ambiente motivacional de aprendizado e em programas de desempenho a fim de alcançar resultados satisfatórios na organização.

  • Liderança

A liderança deixou de ser tema para se tornar uma realidade dentro das organizações. Evoluindo de uma liderança autoritária, para uma orientação democrática.
A liderança como sinônimo de trabalho em equipe, que valoriza o outro e a sua opinião, a liderança como estratégia de crescimento e realização de um todo: pessoas e organização.
Se houver a participação na tomada de decisão, os empregados passam a se comprometer mais com os objetivos da organização. Com consciência, energia, inteligência, domínio, autocontrole, sociabilidade, abertura a experiências, conhecimento da relevância de tarefas e estabilidade emocional.
A gestão da mudança precisa ser associada a um processo composto por várias etapas, que geram força e motivação. O clima organizacional é um indicador do grau de satisfação dos membros da empresa, em relação a diferentes aspectos da cultura ou realidade da organização. Reflexo do estado de animo ou grau de satisfação dos funcionários de uma empresa
O clima representa um conjunto de fatores que não podem ser analisados isoladamente, afinal, irá variar de acordo com a situação psicológica e o estágio motivacional em que se encontra cada colaborador. De acordo com a maneira como ele interpreta o contexto da empresa, através das informações recebidas ou percebidas no ambiente interno.
A essência da cultura de uma empresa é expressa pela maneira como ela faz seus negócios, a maneira como ela trata seus cliente e funcionários, o grau de autonomia ou liberdade que existe em suas unidades e o grau de lealdade expresso por seus funcionários com relação à empresa.
Ela condiciona a administração das pessoas.

– maior envolvimento dos funcionários com relação ao seu ambiente de trabalho, este envolvimento se reflete em maior satisfação, redução de ausências e melhoria de desempenho;
– a pesquisa de clima, realizada em datas pré-determinadas, permite a manifestação dos funcionários sobre o ambiente de trabalho, favorecendo a comunicação interorganizacional e o suprimento de informações ao corpo gerencial;
– proatividade da gerência, antecipando e solucionando problemas relativos aos funcionários e ou do ambiente de trabalho, prevenindo o surgimento de situações críticas que normalmente influenciam negativamente o fluxo normal de atividade das equipes.
E você como tem investido na sua equipe?
Saiba mais sobre estes e outros assunto com o Blog ACMinas.
Acompanhe a ACMinas.

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.