CARO ASSOCIADO

IPCA obtém alta de 0,13% em maio, menor variação para o mês desde 2006

Compartilhe:

Por Leonardo Faria Lima – Departamento Econômico ACMinas 


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) findou o mês de maio com uma pequena alta de 0,13%, ou seja, recuo de 0,44 ponto percentual ante abril (0,57%).  De acordo com o IBGE, esta é a menor variação observada desde maio de 2006 (0,10%).

Em 2019, o IPCA já acumula variação de 2,2%, e nos últimos 12 meses de 4,66% - percentual acima da meta inflacionária estipulada para o exercício (4,25%). 


                                                     

                                                       


Variação por grupo de produtos e serviços

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, quatro apresentaram deflação. O grupo Alimentação e Bebidas obteve a maior variação negativa (-0,56%), com impacto de -0,14 ponto percentual (p.p.) no indicador.

No âmbito do referido grupo, os principias recuos ocorreram no preço do tomate (-15,08%), feijão-carioca (-13,04%) e frutas (-2,87%).

Em relação às altas, sobressaíram-se os grupos de Habitação (0,98%), com impacto 0,15 p.p., e de Saúde e Cuidados Pessoais (0,59%), com impacto de 0,07 p.p. Já os itens que mais pressionaram o IPCA foram a gasolina (2,60%) - que deteve o maior impacto individual sobre o indicador, com 0,11 p.p, e a energia elétrica (2,18%). 


                                                          


Índices regionais ou por capitais

Quanto aos índices regionais ou por capitais, o munícipio de Rio Branco obteve a maior inflação em maio (0,67%). Os menores índices ficaram com a região metropolitana do Rio de Janeiro e com Brasília, variação negativa de -0,05% para ambas.


                                                            


Previsões

O mercado financeiro acredita que o IPCA findará 2019 com uma variação de 3,89%, percentual aquém da meta estipulada pelo Conselho Monetário Nacional 4,25%, com 1,5 pontos percentuais para cima ou para baixo (2,75% a 5,75%). Para 2020 é antevista uma alta de 4,00%.

Cálculo do IPCA

O IPCA é mensurado pelo IBGE desde 1980. O público-alvo do indicador compreende as famílias com rendimentos mensais entre 1 e 40 salários-mínimos, qualquer que seja a fonte de rendimentos, e residentes nas áreas urbanas das regiões analisadas.

Abrangência geográfica do IPCA: dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. 

associe-se!

A ACMINAS FAZ A SUA EMPRESA MAIS FORTE

A ACMINAS FAZ A SUA EMPRESA MAIS FORTE

Garanta a representatividade para ajudar sua empresa a crescer!

ASSOCIE-SE