ACMinas lança loja virtual para venda de certificados digitais

Associação firmou parceria com a Soluti para emissão dos certificados digitais e passa a oferecer aos associados e não-associados.

A ACMinas acaba de iniciar a operação da sua loja virtual de certificados digitais. A plataforma é a dedicada ao e-commerce e oferece aos associados desconto na compra desses certificados. O uso da assinatura digital permite que pessoas físicas e jurídicas validem documentos oficiais sem a necessidade da impressão e assinaturas físicas. O processo digital representa redução de custos e de tempo.

Evento realizado, hoje, lançou a ACMinas como Autoridade de Registro, ou seja, a associação passa a emitir e validar certificados digitais para associados e não-associados. “É um caminho sem volta”, pontuou o superintendente da ACMinas, Luís Paulo Costa. “Agora, a ACMinas é uma Autoridade de Registro (AR). E tem o melhor e mais competitivo certificado digital do mercado”, completa.

Para a emissão dos certificados digitais, a ACMinas firmou parceria com a Soluti, empresa goiana líder em certificação digital no Brasil e que detém 40% do mercado nacional. O gerente Nacional de Vendas Indiretas, Bruno Robert, disse que esse setor cresce, em média, 30% ao ano. “A Soluti emitiu, em 2020, 1.857.516 certificados digitais. E em 2021 já passamos de dois milhões. Os números mostram como o uso dessas ferramentas têm crescido nacionalmente”, acrescentou.

 

Loja virtual

De acordo com o superintendente da ACMinas, Luis Paulo Costa, a loja virtual vai vender vários tipos de certificados digitais através do endereço https://loja.acminas.com.br/. E a validação deles poderá ser feita de forma presencial ou online. 

A plataforma de venda é similar a várias lojas de e-commerce e é oferecida de forma simples a associados e não-associados. Os associados terão desconto de 30%. Ele será identificado durante o processo de compra, através do reconhecimento de seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) ou Cadastro de Pessoa Física (CPF). É possível, ainda, escolher a validade do certificado digital em anos. E o pagamento pode ser feito com cartão de débito ou crédito, além de boleto bancário. A confirmação será feita pelo e-mail da pessoa que comprou. E é importante ressaltar, segundo Costa, que os dados fornecidos na compra devem pertencer à pessoa que vai assinar o certificado.

 

A experiência do Sebrae

Para o diretor superintendente do Sebrae-MG, Afonso Rocha, estamos vivendo uma era pós-digital. “O pós-digital é quando sequer percebemos como a tecnologia está presente em nosso dia-a-dia. É muito natural e só sentimos falta quando ela não funciona”, analisou. 

Entre os exemplos citados, Rocha destaca o Departamento Nacional de Trânsito/ Denatran, que determinou o fim do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos impresso em papel moeda e, hoje, o documento é digital. Outro exemplo é o Conselho Federal de Medicina que, na pandemia, incentivou a telemedicina e, portanto, a emissão de receitas médicas digitais, agora feitas por meio de certificados digitais”, explicou. 

O Sebrae-MG implantou a certificação digital no dia 3 de março de 2020 e, desde então, segundo o diretor presidente, “cerca de 16,4 mil documentos foram assinados de forma digital, a maioria deles por várias pessoas. Mais de 70 mil páginas deixaram de ser impressas. Imagina o que isso gera de economia”, destaca. Ainda segundo Rocha, o processo de assinatura de um contrato com vários envolvidos levava, em média, 24 dias. “O certificado digital oferece redução de custo, agilidade e segurança jurídica”, pontua.

 

 

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.