Em agosto, IPCA dos últimos 12 meses obteve a menor variação desde 1994

Por Leonardo Faria Lima – Departamento Econômico ACMinas

De acordo com os dados estatísticos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) obteve uma diminuta alta de 0,19% em agosto – menor variação registrada desde 2010 (0,04%).

No acumulado anual, o indicador apresentou evolução de 1,62%, patamar inferior ao observado em igual período de 2016 – 5,42%. Esta variação é a menor desde o advento do Plano Real em 1994.

Para os últimos 12 meses, o IPCA foi quantificado em 2,46% – menor alta observada desde fevereiro de 1999. O indicador está aquém do limite inferior da margem de tolerância estipulada para a meta inflacionária (3%). O centro da meta é de 4,5% com intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

O maior impacto ante a evolução da inflação foi oriundo do grupo transportes (1,53%), com ênfase para os combustíveis (6,67%). Diferentemente dos transportes, o grupo alimentos apresentou um recuo de 1,07%, quarta involução consecutiva. Segundo o IBGE, este comportamento foi motivado pela colheita recorde da safra agrícola, que provocou um forte arrefecimento nos preços dos principais alimentos consumidos.



Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.