Bares e casas noturnas em BH serão obrigados a dar suporte para mulheres em situação de risco

Por: Guilherme Pimenta, G1 Minas — Belo Horizonte

Bares, casas noturnas e restaurantes serão obrigados a se envolver em ocasiões nas quais as mulheres se sentirem em situação de risco dentro de suas dependências. A determinação está prevista em lei publicada no Diário Oficial de Belo Horizonte nesta terça-feira (10), e já está em vigor na capital.

Na prática, esses locais deverão indicar as melhores condições para transporte disponíveis, meios de comunicação e, caso necessário, o acionamento da Polícia Militar. Os estabelecimentos também deverão divulgar a medida em cartazes que poderão ser afixados nos banheiros femininos ou em qualquer outro ambiente.

Paralelamente a essas iniciativas, outros mecanismos poderão ser adotados para viabilizar a comunicação entre o local e mulher, para que seja feito o relato do problema. Para isso, a prefeitura determina que funcionários sejam treinados e capacitados para lidar com esse tipo de situação.

G1 entrou em contato com a prefeitura de Belo Horizonte por volta das 4h desta terça-feira e aguarda retorno sobre a regulamentação da lei, que tem o prazo de 90 dias para ser realizada.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.