Betim cria mais postos de trabalho

Fonte: Diário do Comércio

Enquanto Minas Gerais apresentou déficit de 4.291 vagas de emprego no mês passado, algumas cidades do Estado foram destaque não só no Estado, mas no cenário nacional em relação à geração de emprego formal.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no último mês, Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), foi destaque não apenas em Minas Gerais mas também na região Sudeste, na criação de postos de trabalho.

Somente em setembro, o município foi responsável pela admissão de 2.775 profissionais e demissão de outros 2.006 gerando saldo positivo de 765, o maior do Estado no mês.

De acordo com o superintendente do trabalho, emprego e renda de Betim, Antônio Carlos Rocha, o município foi o maior empregador do Sudeste, em setembro. Ele explica que o movimento tem sido observado mês a mês, graças aos esforços do executivo na desburocratização do processo de atração de empresas. Segundo ele, o movimento tem facilitado a entrada de empresas na cidade. “Antigamente as empresas desistiam de investir na cidade, mesmo com a fama e os benefícios oferecidos. Agora, com as facilidades, o sucesso tem sido maior”, garantiu.

Segundo ele, a prefeitura criou um setor para tratar da área de emprego e renda. Assim, de acordo com ele, toda logística necessária é tratada especificamente por especialistas. A empresa procura o setor responsável e sai com o problema resolvido.

“Isso tem facilitado a logística das empresas. Os problemas são resolvidos em questão de dias. Desburocratizou os processos delas também. Três ou quatro empresas passam por aqui por semana”, contou.

Antônio Carlos destacou que a atual gestão tem investido fortemente na qualificação profissional. As empresas que apoiam a geração do primeiro emprego recebem benefícios fiscais, como descontos, que podem chegar a 50%. Trata-se do programa Jovem do Bem.

Paracatu e Capital – Além de Betim, outra cidade que se destacou na geração de emprego em Minas em setembro foi Paracatu, no Noroeste do Estado, com superávit de 533 postos de trabalho. Ao todo foram 1.292 admissões e 759 desligamentos.

Belo Horizonte também se destacou com saldo de 509 empregos gerados no mês passado. O número foi gerado a partir da contratação de 29.109 pessoas e a dispensa de outras 28.600.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.