Brasil gera 142.690 vagas de trabalho formais em 2020

Por: Leonardo Faria Lima – Economista ACMinas

De acordo com os dados estatísticos do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o país gerou 142.690 vagas com carteira assinada no ano de 2020 – involução de 77,85% em relação a 2019.

O resultado é oriundo da diferença entre o total de admissões (15.166.221) e de desligamentos (15.023.531).

Este foi o terceiro ano consecutivo com a geração de empregos formais, no entanto, foi o pior resultado registrado desde 2017.

Além disso, as vagas encerradas (1,62 milhões) entre março e junho (primeira onda da pandemia do coronavírus) ainda não foram recuperadas.

O crescimento do produto interno bruto (PIB) de 2021, a queda do desemprego e a geração de novos postos formais de trabalho dependem da vacinação em massa da população brasileira. Isto é, sem vacinação, sem recuperação econômica.

Setores

Das cinco principais atividades econômicas, quatro apresentaram saldo positivo no período: construção civil (112.174 vagas); indústria geral (95.588 vagas); agropecuária (61.637); comércio (8.130 vagas);

Minas Gerais

Em 2020, o Estado de Minas Gerais criou 32.717 postos celetistas – resultado de 1.598.742 admissões e 1.566.025 desligamentos. O saldo mensurado representa um recuo de 73,72% perante o ano anterior.

Diferentemente do Brasil, Minas conseguiu recuperar as 155.231 vagas perdidas durante a primeira onda da pandemia.

Entre as unidades federativas do país, Minas Gerais foi o quarto melhor ranqueado, fincado atrás dos estados de Santa Catarina, com o saldo de 53.050 vagas, Paraná (52.670 vagas) e Pará (32.789 vagas).

Belo Horizonte

Belo Horizonte perdeu 10.277 empregos formais no ano de 2020. O saldo quantificado é procedente da diferença entre as admissões (349.086) e os desligamentos (359.363).

No segundo semestre, a cidade não conseguiu recuperar os postos de trabalhos encerrados durante a primeira onda do COVID-19 (44.145 vagas).

Entre os munícipios brasileiros, Belo Horizonte ficou nas últimas posições no ranque de geração de empregos (5627º).

Contagem foi o munícipio do Estado Minas Gerais melhor ranqueado (12º), com saldo positivo de 5.148 vagas.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.