Cuidado ao usar o cheque especial, taxa de juros alcança o maior patamar em 25 anos – 322,23% ao ano

Leonardo Faria Lima – Economista ACMinas

 

A taxa de juros do cheque especial atingiu o nível de 322,23% ano, em média. Este é o maior percentual observado em 25 anos.

Apesar da taxa Selic ter alcançado o menor patamar da série histórica do Banco Central – 6,0% ao ano – em algumas modalidades de crédito o exagerado spread bancário ainda persiste. 

 

Variação taxa médias de juros cheque especial (% ao ano)

De julho de 1994 a junho de 2019

jul/1994: 293,95%;

jul/1998: 153,71%;

jul/2003: 173,90%;

jul/2008: 162,65%;

jul/2014: 172,53%;

jun/2019: 322,23%;

Fonte: Banco Central

 

Três fatores justificam o comportamento dos juros referentes ao cheque especial ou conta garantida, no caso das pessoas jurídicas.

1) A atual estagnação da economia brasileira impulsiona a aversão ao risco dos bancos comerciais, assim,  reduz a oferta de crédito e, consequentemente, encarece demasiadamente os juros. Além disso, é importante ressaltar que a taxa de juros é a remuneração do risco que o banco assume de não receber a quantia emprestada, ou seja, do tomador de crédito não cumprir a sua promessa de pagamento.

2) Os produtos financeiros de curto prazo são onerosos e detêm a capacidade de acelerar a recomposição de receita das instituições financeiras.

3) O cheque especial ou a conta garantida ainda respondem por uma parte significativa na receita dos bancos comercias, apesar da queda de  participação ante as demais modalidades de crédito.

Pessoas físicas e jurídicas devem usar o cheque especial / conta garantida em situações de extrema necessidade, por se tratar de um crédito exageradamente dispendioso. Uma dívida de R$ 1.000, em 12 meses, remunerada por uma taxa de 12,76% ao mês (322,23%), no final do referido período será equivalente ao montante de R$ 4.225,33. 

                                           

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.