Desafio econômico brasileiro

“No cenário atual vemos a combinação de uma crise epidemiológica impactando a crise econômica severa num contexto de crise política. Essa que se agrava e que dificulta ainda mais a saída dessa situação. Ou seja, temos de fato uma situação difícil”, afirmou o ex ministro do trabalho, Paulo Paiva, durante reunião com a diretoria executiva, plena e presidentes dos Conselhos Empresariais da ACMinas, destacando como a crise sanitária mundial afetou a economia brasileira. 

O ex ministro pontuou os grandes desafios para lidar com a atual crise, dentre eles o isolamento social dado ao cenário de desigualdade existente no país e a partidarização das vidas onde a população se divide em grupos de apoio às propostas do governo federal e contra essas propostas incitando a insegurança em massa. 

“A economia foi travada rapidamente pela pandemia. Percebemos que seus impactos, segundo a revisão do Fundo Monetário, é que a economia mundial deva ter uma recessão próxima à 5% ao ano” segundo ele a economia brasileira não pode ser asfixiada por um longo período tempo, muito menos ser comparada com a economia dos outros países devido sua complexidade e diversidade interna e o “novo padrão de produção, de consumo e novo normal serão desafios apresentados à medida que forem sendo vivenciados”. Sobre a retornada econômica para o pós-pandemia o ex ministro afirmou que as reformas devem voltar a ser discutidas para a melhora no crescimento da economia brasileira. 

Segundo o presidente da ACMinas, Aguinaldo Diniz Filho, as informações expostas ao longo da reunião são o retrato da dura pandemia enfrentada e que a abordagem apresentada durante a reunião foi a somatória dos obstáculos vivenciados até o momento. “A minha maior preocupação deságua na situação social, pois o que vemos hoje é um viés de conflito social muito grande em nosso país” completou. 

 

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.