Índice de reajuste do aluguel, o IGP-M, obtém alta de 23,14% em 2020

Por: Leonardo Faria Lima – Economista ACMinas

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) findou 2020 com uma forte variação de 23,14%. Esta foi a maior alta observada desde 2002, período em que o indicador acumulou avanço de 25,31%.

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, instituição responsável por mensurar o índice, o IGP-M foi afetado, principalmente, pela desvalorização cambial e pela elevação dos preços das commodities.

 

Reajuste do aluguel 

Em momentos de crise econômica, não é salutar elevar o valor do aluguel de forma abrupta, pois, pode gerar a perda do inquilino. Com o imóvel vago, o locador será responsável pelo pagamento das despesas referentes ao imóvel – como o IPTU, energia elétrica, condômino, dentre outras.

Segundo os especialistas do mercado imobiliário, há espaço renegociar um aumento menor por meio da utilização de outro indicador. O reajuste, por exemplo, pode ser efetivado pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que deverá obter alta de 4,38% no ano de 2020.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.