Mercado financeiro eleva a projeção do PIB 2019 para 1,10%


Leonardo Faria Lima – Departamento Econômico ACMinas

O mercado financeiro elevou a sua previsão para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro de 2019, de 0,99 para 1,10%. A melhora da projeção foi influenciada, especialmente, pela divulgação do resultado do Produto Interno Bruto do 3º trimestre.

O estudo divulgado pelo IBGE demonstrou que a economia brasileira cresceu 0,6% perante o trimestre anterior. O desenvolvimento observado foi puxado pelo investimento privado (Formação Bruta de Capital Fixo) e pelo consumo das famílias.

Além disso, o acréscimo pujante de novos postos formais de trabalho ratifica o fortalecimento da recuperação econômica do país.

Inflação

Para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) a estimativa foi elevada em 0,32 ponto percentual, isto é, de 3,52% para 3,84%. O novo percentual previsto continua abaixo da meta inflacionária estipulada pelo Conselho Monetário Nacional – 4,25% com margem de tolerância de 1,5 pontos percentuais para cima ou para baixo (2,75% e 5,75%).

Taxa Selic

As principais instituições financeiras do país acreditam que a taxa básica de juros, a Selic, findará 2019 em 4,5% ao ano, assim alcançando o seu novo recorde histórico. Hoje ela está em 5,00% ao ano.

O Banco Central já sinalizou que efetivará uma nova redução com o objetivo de ampliar ainda mais o mercado de crédito. A inflação baixa e o ambiente econômico externo com poucas instabilidades abrem margem para a efetivação da medida. 

               

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.