PIB de Minas Gerais obteve pequena expansão de 0,6%, em 2017


Por Leonardo Faria Lima – Dep. Econômico ACMinas

O Produto Interno Bruto de Minas Gerais, em 2017, apresentou pequena expansão de 0,6% ante o ano anterior (em termos reais). O PIB Nominal do Estado, mensurado em valores correntes, alcançou o valor de R$ 573,7 bilhões.

Com base na estimativa da população residente referente ao ano de 2017, quantificada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é possível antever que o PIB Per Capita de Minas atingiu o patamar de R$ 27.614.
 
Setores
 
1) Serviços
 
Os Serviços foi o único setor que apresentou variação positiva, isto é, alta de 1,3%. O crescimento do segmento foi impulsionado, especialmente, pela ampliação do comércio (2,5%) e dos transportes (0,9%).

Em 2017, o valor adicionado dos Serviços registrou a quantia de R$ 351,3 bilhões, assim, contribuindo com 69,70% na formação do valor adicionado de Minas Gerais.
 
2) Indústria
 
A indústria mineira apresentou um comportamento inverso ao observado no âmbito do setor de Serviços, involução de 1,4%. O desempenho negativo foi fortemente estimulado pela má performance dos subsetores da construção civil, e energia e saneamento – abrupta queda de 6,4% e 7,2% respectivamente.

O valor adicionado do segmento somou R$ 123,3 bilhões, contribuição de 24,46% para o valor adicionado do Estado.
 
3) Agropecuária
 
A agropecuária obteve um forte recuo de 1,7%, estimulado, principalmente, pelo mau desempenho da produção de leite e café.

No ano, o valor adicionado do setor agropecuário totalizou R$ 29,4 bilhões, participação de 5,84% na formação do valor adicionado do Estado.
 
Informações Adicionais

 

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.