Prefeitura abre mais 47 leitos de UTI para covid-19 e reduz taxa de ocupação em BH

Índice de ocupação estava em 97,2% ontem, e nesta quarta-feira passou para 94,7%

A Prefeitura de Belo Horizonte abriu nesta quarta-feira, dia 31, mais 22 leitos de UTI Covid SUS. Após todos os esforços empreendidos, pelo segundo dia consecutivo a taxa de ocupação geral de UTI Covid (SUS + Particular) diminuiu na cidade. Ontem, dia 30, estava em 97,2%, e nesta quarta-feira, dia 31, está em 94,7%. Também nesta quarta-feira, dia 31, foram abertos na rede privada mais 25 leitos de UTI Covid.

Somente neste mês, foram abertos 265 leitos de UTI Covid na rede pública. Atualmente, são 548 unidades de terapia intensiva, totalizando o maior número de leitos de UTI desde o início da pandemia. Foram abertos, também no mês de março, 408 leitos de enfermaria Covid, alcançando 1.185 unidades.

Mesmo com a redução, a prefeitura reforça que é imprescindível que a população continue mantendo o distanciamento social, o uso da máscara e a correta higienização das mãos.

Em audiência na Câmara Municipal, o secretário de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, falou sobre os investimentos necessários para ampliação do sistema de saúde.

Ele disse que a capital mineira recebeu do governo federal a quantia de R$ 498,159 milhões no ano de 2020. Sobre o dinheiro repassado pelo Governo de Minas, o secretário disse ter “até vergonha”. “Recebemos R$ 9,233 milhões. Cada leito de UTI custa aos cofres públicos a importância de R$ 1.600, diariamente, quer estejam eles ocupados ou não”.

Leia mais: Noticias| 01/04/2021 – Itatiaia

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.