Vamos abrir uma empresa?

Por Luiz Itamar Saldanha

 

Crédito: Divulgação

Empreendedor, se você tem a intenção de comercializar algum produto, é necessário abrir uma empresa, para comprar, vender e emitir as notas fiscais para acobertar as operações de compra e venda. A parte burocrática para a abertura da empresa pode ser esclarecida pelas entidades: ACMinas, Sebrae e pelo contador.

O primeiro passo é conhecer o produto, o mercado onde vai atuar, conhecer os futuros clientes, observar os preços praticados pelos concorrentes e como atender a demanda existente.

Oferecer os produtos de porta em porta pode ser o primeiro passo. A interação com as pessoas pode favorecer, muito, na exposição e explicação dos itens que pretende ofertar. Este pode ser o início do sucesso que o empreendedor procura. Para ser proprietário da empresa é necessário muito trabalho e coragem.

Os produtos ofertados possuem qualidade suficiente para que possa oferecer garantia necessária e por qual período? Meu relacionamento com os fornecedores é bom? Eles estão sempre dispostos a me entregar todo o material que adquiro para compor meu estoque?

Preciso ver se o meu produto tem um preço competitivo, mas isto não quer dizer, se o produto é mais caro que o do concorrente, mas, para essa análise é necessário, também comparar o aspecto qualidade, durabilidade, garantia e o atendimento que prestará ao cliente. Tendo o produto em mãos, catálogo e folheto, estará pronto a sair a campo e começar as visitas. Assim poderá ter sucesso. Atingindo as suas metas.

Lembre-se, na formação do preço é preciso verificar o valor do produto, os impostos na aquisição e na venda, os valores gastos para a entrega, o dispendido com as pessoas que irão sair a campo para vender, os custos administrativos, perdas, entre outros.

Não importa se já foi, ou se está entrando na carreira de vendas agora, o importante é a dedicação. Sendo proprietário da empresa, tem regras a serem cumpridas, como o tempo dedicado à empresa e saber que resultado depende, principalmente, do seu trabalho.

As primeiras visitas são as mais difíceis, ouvirá muito “NÃO” e de cada dez clientes visitados nove provavelmente irão dizer NÃO. Insista até que seu produto seja aceito. Visite os clientes com assiduidade, isto demonstrará compromisso, dedicação e responsabilidade. Dessa forma será mais conhecido e os negócios poderão prosperar. Comece visitando aqueles que estão mais próximo de sua empresa, assim terá menos gastos com deslocamentos e com as entregas. É importante visitar o maior número de clientes ao dia. Ao ser recebido pelo cliente seja paciente, calmo, atencioso e demonstre conhecer muito do produto que apresenta.

Ao formar uma clientela fiel, é necessário registrar todos os dados dos clientes, para futuras visitas regulares e não perder a confiança deles. A cada trinta dias deve-se visitá-los e mapear o quanto de seus produtos foram vendidos. Anote estas informações, elas são de suma importância para sua empresa.

Seja fiel a seu cliente. Boas vendas.

*Por Luiz Itamar Saldanha


Leia mais: Diário do Comércio | Opinião| 08/04/2021

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Posts recentes

Siga a ACMinas

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.