LOCADORA CONSEGUE EXCLUIR ISS DA BASE DE CÁLCULO DO PIS/COFINS

Empresa também poderá compensar valores indevidamente recolhidos.

Locadora de carros conseguiu mandado de segurança pelo direito de excluir o ISS da base de cálculo do PIS e da Cofins. A sentença determinou ainda o direito de compensação dos valores indevidamente recolhidos, observadas a prescrição quinquenal e as disposições do art. 170-A do CTN. Decisão é da juíza Federal Hind G. Kayath, da 2ª vara da Seção Judiciária do Pará.

“Referido julgamento teve como fundamento, de maneira sucinta, exatamente o que é defendido pela parte autora, ou seja, que o valor pago a título de ISSQN, assim como o ICMS, não integra o faturamento da empresa, já que o destinatário fiscal da verba é a Fazenda Pública, não podendo, portanto, ser enquadrado como base de cálculo das contribuições ora analisadas”, salientou a magistrada.

De acordo com a juíza, trata-se de “formular raciocínio idêntico com relação ao ISS, visto que possui a mesma natureza jurídico-tributária do ICMS”.

Vale lembrar que o assunto vem sendo discutido no STF em julgamento do RE 592.616, que vai decidir em sede de repercussão geral se o ISS pode ser excluído da base de cálculo do PIS e da Cofins.

“A base de cálculo do PIS e da Cofins é a receita ou o faturamento, conceitos que não abrangem a noção de ‘imposto’, portanto é inaceitável que o ISS integre a base de cálculo de tais contribuições”.

Processo: 1035630-40.2021.4.01.3900

Leia a sentença:

https://www.migalhas.com.br/arquivos/2021/12/0178D112BDCFDB_sentenca2iss.pdf

Fonte: https://www.migalhas.com.br/quentes/357028/locadora-consegue-excluir-iss-da-base-de-calculo-do-pis-cofins

Assine nossa Newsletter

Receba nossa novidades em primeira mão por email.